"GESTÃO DO CONHECIMENTO"
"ESTRATÉGIAS DE NEGOCIAÇÃO"
"GESTÃO DO VAREJO"
"CENÁRIOS E COMPETITIVIDADE"
"ECONOMIA & MERCADO"
"EMPREENDEDORISMO"
"COMO ATRAIR PATROCÍNIOS PARA ATLETAS E CLUBES"
"CONSULTORIA EM INSTITUIÇÕES DE ENSINO"
"FAZER FORTUNA COM VENDAS DIRETAS"
"GESTÃO ESTRATÉGICA DE CARREIRA PROFISSIONAL"
"CIRCUITO BRASILEIRO DE MARKETING & VENDAS"
"MARKETING ESPORTIVO"
"COMUNICAÇÃO & RELACIONAMENTO"
"TÉCNICAS DE LIDERANÇA QUE INSPIRAM SEGUIDORES"
"ESTRATÉGIA DE CLIENTES"
"VAREJO SUSTENTÁVEL"
"GESTÃO DAS RELAÇÕES & COMPORTAMENTO HUMANO"
"VISÃO MULTIDISCIPLINAR"
"CONSULTORIA EMPRESARIAL"
"SAIBA PLANEJAR PARA CRESCER"
"ASSOCIATIVISMO"
"EDUCAÇÃO CORPORATIVA"
"LIDERANÇA PARA FAZER ACONTECER"
"COMO PREPARAR LOJA E EQUIPE PARA VENDER MAIS"
"TÉCNICAS PARA RECRUTAMENTO & SELEÇÃO"
"GESTÃO ESTRATÉGICA DO CAPITAL HUMANO"
"ORIENTAÇÕES PARA MARKETING DE MULTINÍVEL"
Prof. José Luiz Mazolini. O Brasil Inteiro Conhece!
"ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO"
"TREINAMENTOS IN COMPANY"
"ESTRATÉGIAS DE MARKETING PARA O VAREJO"
"PALESTRAS ACADÊMICAS"
"PALESTRAS DE ALTA PERFORMANCE"
"ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA"
"ADMINISTRAÇÃO DO PORTIFÓLIO DE CLIENTES"
"MOTIVOS + AÇÃO = MOTIVAÇÃO"
"CONSULTORIA JURÍDICA"
"GESTÃO FINANCEIRA PARA COLÉGIOS PARTICULARES"
"FORMAÇÃO PROFISSIONAL PARA JOVENS"
"RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTEL"
"WORKSHOP PARA LIDERANÇA"

De: 29/07/2019 20:27:25Uma burocracia tributária que custa R$ 60 bilhões por ano

Antes, podia-se dizer que o Brasil era o país do carnaval e do futebol. Hoje, é possível e necessário afirmar que “é o país da burocracia e do atraso”.

Sim, a burocracia é um veneno que faz cair os cabelos dos brasileiros.

O Brasil é o país onde se gasta mais tempo para lidar com a burocracia tributária no mundo. As empresas gastam quase duas mil horas e R$ 60 bilhões em burocracia tributária, todos os anos, somente para calcular e pagar impostos. Um custo extremamente elevado.

Não falo somente o tempo que se gasta com isso que afeta quem vive na nona maior economia do mundo. A estrutura de tecnologia e recursos humanos que as empresas precisam montar para lidar com a burocracia consome,  aproximadamente, 1,5% do seu faturamento anual, aponta pesquisa do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT). Um absurdo! 

O alto custo da burocracia tributária é, automaticamente, repassado aos produtos e serviços, diminuindo, consideravelmente, a competitividade do Brasil diante de um cenário global que contrasta com o nosso.  

Dados de um relatório divulgado em outubro do ano passado, pelo Banco Mundial, mostram o Brasil no topo de um ranking negativo, portanto, nada invejado pelas demais nações do mundo. Falando em América do Sul, a Bolívia ocupa o penúltimo lugar, segundo o relatório, com 1.025 horas por ano, gastos com a burocracia tributária. Na Argentina, por exemplo, o tempo médio é de 311,5 horas anualmente. Já no México o número cai para 240,5 horas/ano. A média nos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) é de 160,7 horas anuais.

“Não é bem assim”, contesta a Receita Federal sobre o relatório do Banco Mundial. Segundo o órgão, com a complexidade tributária brasileira, se gasta, em média, apenas 600 horas anuais. Esse dado (se correspondesse à realidade), no entanto, ainda deixaria o Brasil muito atrás de outros países e também, muito longe da média das nações da OCDE. 

A comparação com outros países delineia melhor a complexidade que a burocracia tributária atingiu o país. Por aqui, a cada 200 funcionários, 1 trabalha na área contábil. Nos Estados Unidos, a proporção é 1 para mil e, na Europa, 1 para 500. As informações são da diretoria da Stefanini, multinacional brasileira de tecnologia presente em 40 países, e dão uma dimensão da complexidade da tarefa de calcular e pagar impostos neste país.

O pagamento dos impostos em si é apenas uma das etapas de um processo burocrático. Antes disso é preciso calcular o valor do tributo a ser recolhido, preencher uma série de formulários e analisar um emaranhado de normas para verificar aquilo que pode ser descontado ou eventualmente transformado em crédito tributário.

Enquanto a esperada, urgente e necessária Reforma Tributária não acontecer, na planilha da referida burocracia brasileira estão 63 tributos, 97 obrigações acessórias e 3.790 normas. No papel, uma extensão de seis quilômetros de burocracia, segundo o IBPT, uma soma cujo resultado cresce ano após ano.

Sobre o autor:

Prof. José Luiz Mazolini, é professor universitário, com formação em Administração de Empresas e Pessoas; Marketing Estratégico de Negócios e Esportivo; Publicidade e Propaganda, além de MBA Executivo em Negócios Internacionais; ambos pela Universidade Norte do Paraná, Londrina/PR. É empresário, diretor da Mazolini Consultoria & Marketing, do Correio Capixaba, do Portal CCNEWS Brasil, e palestrante/conferencista.

* www.mazoliniconsultoria.com.br.

* professormazolini@gmail.com  

* diretoria@mazoliniconsultoria.com.br  

Notícias do ES, do Brasil e do Mundo, acesso gratuito e ilimitado: CCNEWS BRASIL

Parceiros Abaixo
Faculdade UCLCESCONETO ATACADOColégio Americano DoctumPortalflexRede Doctum de EnsinoUNIVERSIDADE NORTE DO PARANÁ - UNOPARCORREIO CAPIXABAAssociação Comercial de VitóriaFaculdade Estácio de SáAsociação dos Empresários de Serra -ES

Assine nossa Newsletter Cadastre-se para receber informativos




E-mail:contato@mazoliniconsultoria.com.br - Tel.:(27) 3328.5969 - Cel.: (27) 9991.5729

©2022 Agência Kairós