"GESTÃO DO VAREJO"
"WORKSHOP PARA LIDERANÇA"
Prof. José Luiz Mazolini. O Brasil Inteiro Conhece!
"FORMAÇÃO PROFISSIONAL PARA JOVENS"
"GESTÃO ESTRATÉGICA DO CAPITAL HUMANO"
"GESTÃO DAS RELAÇÕES & COMPORTAMENTO HUMANO"
"CIRCUITO BRASILEIRO DE MARKETING & VENDAS"
"CONSULTORIA EM INSTITUIÇÕES DE ENSINO"
"CONSULTORIA JURÍDICA"
"FAZER FORTUNA COM VENDAS DIRETAS"
"TREINAMENTOS IN COMPANY"
"ESTRATÉGIAS DE MARKETING PARA O VAREJO"
"GESTÃO DO CONHECIMENTO"
"ORIENTAÇÕES PARA MARKETING DE MULTINÍVEL"
"GESTÃO FINANCEIRA PARA COLÉGIOS PARTICULARES"
"ASSOCIATIVISMO"
"EDUCAÇÃO CORPORATIVA"
"COMO PREPARAR LOJA E EQUIPE PARA VENDER MAIS"
"ECONOMIA & MERCADO"
"ADMINISTRAÇÃO DO PORTIFÓLIO DE CLIENTES"
"CENÁRIOS E COMPETITIVIDADE"
"MARKETING ESPORTIVO"
"PALESTRAS DE ALTA PERFORMANCE"
"TÉCNICAS PARA RECRUTAMENTO & SELEÇÃO"
"SAIBA PLANEJAR PARA CRESCER"
"EMPREENDEDORISMO"
"ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA"
"MOTIVOS + AÇÃO = MOTIVAÇÃO"
"LIDERANÇA PARA FAZER ACONTECER"
"COMUNICAÇÃO & RELACIONAMENTO"
"VISÃO MULTIDISCIPLINAR"
"ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO"
"GESTÃO ESTRATÉGICA DE CARREIRA PROFISSIONAL"
"ESTRATÉGIA DE CLIENTES"
"TÉCNICAS DE LIDERANÇA QUE INSPIRAM SEGUIDORES"
"ESTRATÉGIAS DE NEGOCIAÇÃO"
"VAREJO SUSTENTÁVEL"
"CONSULTORIA EMPRESARIAL"
"COMO ATRAIR PATROCÍNIOS PARA ATLETAS E CLUBES"
"PALESTRAS ACADÊMICAS"
"RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTEL"

De: 02/05/2018 11:57:58A Parábola da demissão da Formiga desmotivada

Essa narrativa, de autor desconhecido, tem tudo a ver com a realidade da grande maioria das empresas. Compare!

"Todos os dias, uma formiga chegava cedinho ao escritório e pegava duro no trabalho. A formiga era produtiva e feliz.

O gerente marimbondo estranhou a formiga trabalhar sem supervisão. Se ela era produtiva sem supervisão, seria ainda mais se fosse supervisionada. E colocou uma barata, que preparava belíssimos relatórios e tinha muita experiência, como supervisora.

A primeira preocupação da barata foi a de padronizar o horário de entrada e saída da formiga.

Logo, a barata precisou de uma secretária para ajudar a preparar os relatórios e contratou também uma aranha para organizar os arquivos e controlar as ligações telefônicas.

O marimbondo ficou encantado com os relatórios da barata e pediu também gráficos com indicadores e análise das tendências que eram mostradas em reuniões.

A barata, então, contratou uma mosca, e comprou um computador com impressora colorida.

Logo, a formiga produtiva e feliz, começou a se lamentar de toda aquela movimentação de papéis e reuniões!

O marimbondo concluiu que era o momento de criar a função de gestor para a área onde a formiga produtiva e feliz, trabalhava. O cargo foi dado a uma cigarra, que mandou colocar carpete no seu escritório e comprar uma cadeira especial...

A nova gestora cigarra logo precisou de um computador e de uma assistente a pulga (sua assistente na empresa anterior) para ajudá-la a preparar um plano estratégico de melhorias e um controle do orçamento para a área onde trabalhava a formiga, que já não cantarolava mais e cada dia se tornava mais chateada.

A cigarra, então, convenceu o gerente marimbondo, que era preciso fazer uma pesquisa de clima. Mas, o marimbondo, ao rever as finanças, se deu conta de que a unidade na qual a formiga trabalhava já não rendia como antes e contratou a coruja, uma prestigiada consultora, muito famosa, para que fizesse um diagnóstico da situação.

A coruja permaneceu três meses nos escritórios e emitiu um volumoso relatório, com vários volumes que concluía: Há muita gente nesta empresa!

E adivinha quem o marimbondo mandou demitir? 

A formiga, claro, porque ela andava muito desmotivada e aborrecida." 

A conclusão disso tudo está no traçado de um paralelo entre o ambiente de trabalho da formiga citada na narrativa com o mundo corporativo real, mostrando que existem muitas “formigas” por ai, perdendo seus postos de trabalho, provavelmente, pelo fato de trabalhar, assiduamente, para o “agora”.

Tal afirmação se baseia na certeza de que, o profissional que é profissional, independentemente, qual seja a sua formação acadêmica, ou experiências profissionais, além de ser extraordinário naquilo que faz, precisa compreender e levar a sério a orientação estratégica que ajudará a alicerçar e consolidar sua carreira profissional, com a construção da sua própria história. Assim, utilizando como um dos pilares de sustentação, o RESPEITO, o mundo se curvará diante dele.

Artigo publicado na edição de nº 80 do Jornal CORREIO CAPIXABA.

CORREIOCAPIXABA.COM

Parceiros Abaixo
UNIVERSIDADE NORTE DO PARANÁ - UNOPARRede Doctum de EnsinoAsociação dos Empresários de Serra -ESCORREIO CAPIXABAFaculdade UCLAssociação Comercial de VitóriaColégio Americano DoctumCESCONETO ATACADOPortalflexFaculdade Estácio de Sá

Assine nossa Newsletter Cadastre-se para receber informativos




E-mail:contato@mazoliniconsultoria.com.br - Tel.:(27) 3328.5969 - Cel.: (27) 9991.5729

©2022 Agência Kairós